O Ministério Público (MP) acusou dois homens de sequestrarem e de agredirem uma vítima na freguesia de Calvos, concelho de Guimarães, distrito de Braga, em junho de 2018, anunciou a Procuradoria-Geral Regional do Porto (PGRP).

Em nota publicada na sua página da Internet, a PGRP conta que os arguidos, pelas 21:30 de 02 de junho de 2018, “esperaram o ofendido à porta de um café que o mesmo frequentava”, e que, assim que este saiu do estabelecimento comercial, um dos agressores “socou-o” na cabeça, levando-o a perder os sentidos e a cair no chão.

Com o ofendido inanimado, os arguidos colocaram-no na zona de carga de um veículo automóvel e deslocaram-se para um local ermo junto ao cemitério de Calvos, onde socaram e pontapearam o ofendido, que entretanto recuperara os sentidos, e lhe retiraram os valores e objetos que trazia consigo, nomeadamente um telemóvel e 135 euros”, relata a acusação, citada na nota da PGRP.

Os arguidos estão acusados, em coautoria, de um crime de ofensa à integridade física qualificada, de um crime de sequestro agravado e de um crime de roubo.

A acusação foi deduzida em 28 de abril deste ano pelo MP no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) da Procuradoria da República de Braga (Guimarães, 1.ª secção).

/ MJC