O general Manuel Couto, responsável pelo Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP), entregou a carta de demissão ao ministro da Administração Interna. A notícia está a ser avançada pelo Diário de Notícias, que refere que Eduardo Cabrita já tem em mãos a carta de demissão.

O responsável terá invocado "razões pessoais" para a demissão, anunciando que fica no cargo até ao final do mês. Apesar disso, em cima da mesa poderá estar a preocupação em torno do final do contrato do SIRESP.

A Altice, operadora que faz a gestão da rede, anunciou publicamente que o contrato do SIRESP com o Estado termina a 30 de junho, altura em que Portugal se prepara para entrar na época de incêndios.

Contactado pela TVI, o Ministério da Administração Interna não adiantou quaisquer informações. Segundo o jornal Público, o anuncio do sucessor de Manuel Couto só será revelado no final do mês e virá associado à decisão de um novo modelo para sistema. 

Manuel Couto conta no seu currículo com funções destacadas como presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil e comandante-geral da Guarda Nacional Republicana, tendo-se reformado nessa altura e antes de aceitar a missão à frente do SIRESP.

Redação