A Misericórdia do Porto anunciou esta terça-feira que ativou um plano para apoiar os sem-abrigo da cidade e outros grupos mais vulneráveis, com o objetivo de dar resposta à vaga de frio prevista para os próximos dias.

A Casa da Rua, o Centro de Alojamento Social e o Centro Hospitalar Conde de Ferreira estão preparados para contribuírem para a resposta da cidade do Porto às condições climatéricas adversas previstas até sábado”, lê-se num comunicado divulgado esta tarde pela Misericórdia.

A Câmara do Porto também decidiu abrir as portas do Hospital Joaquim Urbano para acolher os sem-abrigo em risco devido às baixas temperaturas que se preveem para os próximos dias.

A Estação de Metro do Bolhão, no centro do Porto, também vai estar aberta para acolher os mais vulneráveis nas próximas noites.

A partir de hoje a Proteção Civil do Porto vai efetuar rondas pela cidade e distribuir cobertores e bebidas quentes aos sem-abrigo que optarem por ficar na rua.

De acordo com o gabinete de comunicação da Câmara do Porto, “há cerca de 100 pessoas a dormir na rua no Porto”.

As previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera apontam para uma acentuada descida das temperaturas entre hoje e quarta-feira, com valores entre os zero e os quatro graus centígrados em todo o país.