Carla Rodrigues, a vencedora do concurso Miss Portugal em 2018, foi destituída do título depois de ter partilhado nas redes sociais o apoio ao presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó. A luso-venezuelana fica, assim, impedida de representar Portugal no concurso Miss Mundo.

Jornalista de profissão, conquistou a coroa de Miss Portugal em julho do ano passado. Agora, o prémio foi-lhe retirado, impedindo-a de viajar até à China para representar a beleza portuguesa entre as várias representes internacionais.

A luso-venezuelana partilhou no Instagram um vídeo em que mostra apoio ao autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, apelando, ainda, à entrada de ajuda humanitária.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Carla Rodrigues (@carlarodriguesdf) on

A MMRP Beleza por uma Causa, entidade organizadora do evento, explicou também nas redes sociais a destituição da mulher.

“A MMRP Beleza por uma Causa compreende que o ser jornalista e luso-venezuelana levou a que conscientemente Carla Rodrigues tivesse tomado a opção que levou a esta decisão e, pese embora o presente comunicado, quer desejar o maior sucesso na sua carreira profissional e pessoal."

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Comunicado oficial MMRP Beleza por uma causa #Organizaçãomissportuguesa

A post shared by Organização Miss Portuguesa (@miss.portuguesa) on

Carla Rodrigues está assim proibida de usar o título conquistado.