Um homem morreu esta terça-feira num acidente de trabalho com uma máquina giratória quando estava a cortar árvores, o segundo do género ocorrido em Mortágua em dois dias, disse à agência Lusa o comandante dos bombeiros locais.

Segundo Joaquim Gaspar, o acidente deu-se cerca das 10h00, supostamente depois de ter saltado «a corrente da motosserra da cabeça de corte» da máquina.

«Ele ter-se-á debruçado na janela (da cabine) e estaria a tentar meter a corrente no sítio com uma chave de fendas e tocado sem querer com a perna no joystick que controla os movimentos», tendo sido apertado contra a máquina, contou.

O comandante explicou que, para resolver um problema destes respeitando as normas de segurança, deve desligar-se a máquina, «sair da cabine, meter a corrente no sítio e então continuar a trabalhar».

O homem, de cerca de 40 anos, terá tido morte imediata.

Em dois dias, esta é a segunda vítima mortal no concelho de Mortágua resultantes de acidentes com máquinas giratórias que andavam a cortar lenha.

Na segunda-feira à tarde, em Caparrosinha, outro homem morreu depois de a máquina que conduzia se ter despistado e caído por uma encosta.
Redação / CP