Um homem morreu hoje na sequência de um incêndio que deflagrou na sua habitação, no concelho da Ribeira Brava, por “possível inalação de fumo”, disse à Lusa fonte dos bombeiros da localidade. 

Segundo a mesma fonte da corporação dos Bombeiros Voluntários da Ribeira Brava e Ponta do Sol, na zona oeste da Madeira, “o homem já se encontrava morto por possível inalação de fumo e gases”, visto “o quarto onde se encontrava a vítima não apresentar sinais de fogo”. 

Quando lá chegámos, o fogo já se encontrava no hall de entrada da habitação e já tinha consumido um quarto de dormir, mas não o quarto onde a vítima se encontrava”, declarou Roberto Gonçalves, chefe de serviço da corporação. 

O alerta para o incêndio foi dado cerca das 10:00, referiu, e quando os elementos da corporação extinguiram as chamas encontraram a vítima, que vivia sozinha, já sem vida no interior. 

O presidente da Câmara Municipal da Ribeira Brava, Ricardo Nascimento, declarou à Lusa que “as forças policiais ainda estão a apurar as causas do incêndio”.

A vítima, disse, era “um homem na casa dos 70 anos”.

. / BC