O editor-regional da agência Lusa no Alentejo, Manuel Luís Mendes, morreu na madrugada de hoje no Instituto Português de Oncologia (IPO), em Lisboa, onde estava internado, informou a família.

Natural de Caridade, no concelho de Reguengos de Monsaraz, Manuel Luís Mendes, de 52 anos, era jornalista da Lusa desde outubro de 1993, tendo passado a exercer as funções de coordenador da delegação da agência em Évora em abril de 2003 e de chefe de delegação em janeiro do ano seguinte. Era desde junho de 2012 o editor-regional da Lusa no Alentejo.

Antes de ingressar nos quadros da agência Lusa, Manuel Luís Mendes foi jornalista no Diário do Sul e colaborou com duas estações de rádio de Évora.

O jornalista era casado e pai de duas filhas.

A Direção de Informação da agência Lusa sublinhou hoje “a dedicação do Manuel Luís Mendes à Lusa, que muito prestigiou com o seu trabalho de 27 anos no Alentejo”.

“Manuel Luís Mendes era um trabalhador dedicado, que consagrou toda a sua vida profissional à Lusa, com todo o orgulho e profissionalismo de que era capaz, e nos honrou sempre, contribuindo para a notoriedade, importância e crédito da Lusa, não só na região que cobria especificamente, como em todo o país”, acrescentou a Direção de Informação numa nota aos jornalistas da agência.

O funeral de Manuel Luís Mendes realizar-se-á em São Marcos do Campo, no concelho de Reguengos de Monsaraz, segundo a família, não havendo ainda dia e hora.

/ AM