Um homem de 37 anos foi detido pela Polícia Judiciária por “fortes indícios” da prática do crime de violação agravada, na forma tentada, e do crime de roubo agravado.

Segundo comunicado da PJ, o crime aconteceu na noite de quarta-feira, no distrito de Lisboa, quando a vítima, de 66 anos, abriu a porta de casa “ao abusador sexual, pensando tratar-se de um familiar”.

O suspeito “irrompeu pelo domicílio com recurso ao uso da força física” e “atacou-a com violência, tendo aquela conseguido refugiar-se debaixo da cama, gritando por ajuda e, assim, evitar a consumação da violação”.

“O suspeito veio então a abandonar o local, em fuga, não sem antes se apropriar de dinheiro e do telemóvel da vítima.”

O detido “tem um vasto passado criminal” e já cumpriu 16 anos de prisão por “crimes graves, inclusivamente de violação”. Ficou em prisão preventiva.

Catarina Pereira