contou à TVI24

«Andava a patrulhar durante a noite quando me deparei com um indivíduo dentro de uma propriedade a tocar à porta dessa habitação. Por sorte ou por azar, nesse preciso momento cai-me uma chamada da dona dessa habitação a pedir-me ajuda porque estava alguém a bater-lhe à porta aquela hora. Abordei o indivíduo e mal percebia o que ele dizia. Ele tremia com muito frio e gritava a pedir-me socorro porque a embarcação onde tinham ido à pesca se tinha virado por causa da ondulação muito forte que estava naquela altura. Automaticamente, aconselhei-o a entrar para a minha viatura, liguei o ar condicionado no máximo para que o rapaz pudesse aquecer e ele disse-me que eram seis pessoas no barco e que dois deles tinham vindo atrás dele, só que esses dois não chegaram. Chamei a GNR de Colares para ver se conseguíamos ajudar as pessoas no mar», contou.












Parte da embarcação naufragada encontrada a sul da Praia das Maçãs

foi encontrada a sul da praia das Maçãs



Redação / AM - Atualizada às 11:21