A marinha mercante portuguesa está na Lista Branca do Grupo de Avaliação Técnica do Memorando de Paris, organização internacional de segurança marítima, por respeitar os procedimentos da boa navegação. A informação é avançada pelo Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos.

«A marinha mercante portuguesa, na sua totalidade, está bem graças ao Registo Internacional de Navios da Madeira - Mar que tem o maior número de navios registados, cerca de 150, e, por isso, estamos na Lista Branca, mais ou menos numa posição média, numa lista com cerca de 40 bandeiras», disse à agência Lusa o chefe do Departamento de Inspecção de Navios Estrangeiros do Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos.

«Isto é importante para a indústria marítima nomeadamente para quem freta, aluga navios e serve-se deles para saber que quando vai fretar um navio de uma determinada companhia qual é a performance da embarcação», explicou.

Meia centena de especialistas em segurança marítima estão reunidos até quinta-feira, no Funchal, no âmbito do 21.º encontro daquela organização que integra todos os países que fazem parte da União Europeia bem como a Croácia, a Rússia, o Canadá e a Noruega. A reunião serve para abordar questões como a segurança dos navios e da navegação, as condições de vida e de trabalho a bordo, a poluição e a salvaguarda do meio marinho.