O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve nove mulheres em dois estabelecimentos de diversão noturna no Norte do país no âmbito da Operação Sprint Final, por estarem em situação de permanência irregular em Portugal, anunciou esta segunda-feira aquela entidade.

Em comunicado de imprensa, o SEF indica que as nove cidadãs foram detidas na sexta-feira transata e que foram presentes aos tribunais judiciais das comarcas competentes.

Cinco das nove cidadãos detidas foram logo “conduzidas à fronteira por determinação judicial para serem afastadas de imediato”.

Além dos processos de afastamento coercivo, serão ainda levantados processos de contraordenação aos estabelecimentos de diversão noturna que foram fiscalizados por terem ao seu serviço “cidadãos estrangeiros sem que os mesmos estivessem habilitados legalmente para esse efeito”.

Da Operação Sprint Final resultou a identificação de 33 cidadãs estrangeiras na prática do alterne e prostituição, assim como a identificação de uma outra cidadã estrangeira procurada no âmbito de processo judicial”, refere o mesmo comunicado.

Segundo o SEF, a operação Sprint Final foi “particularmente importante para a sinalização e prevenção de situações de angariação de mão-de-obra imigrante e auxílio à imigração ilegal para fins de exploração na prostituição e tráfico de pessoas para exploração sexual".

/ HCL