Portugal regista, esta sexta-feira, mais 12 mortos e 2.598 infetados por covid-19, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde (DGS).

Uma das vítimas mortais é do sexo masculino e tem entre os 20 e os 29 anos. 

Segundo os mesmos dados, divulgados hoje, verificou-se uma nova redução de internamentos em enfermaria e nos cuidados intensivos.

De acordo com o boletim da DGS, estão hoje internadas 732 pessoas com covid-19, menos 22 do que na quinta-feira, 162 das quais em cuidados intensivos, menos 7 nas últimas 24 horas.

A área de Lisboa e Vale do Tejo, com 1.001 casos, e a região Norte, com 862, representam 71,7% do total das novas infeções verificadas nas últimas 24 horas.

A maioria dos óbitos ocorreu na região de Lisboa e Vale do Tejo (6). Os restantes ocorreram na região do Algarve (3) e do Norte (2) e Alentejo (2). 

Mais 2.538 pessoas recuperaram da doença, elevando o número total de recuperados para 936.555.

Em relação aos indicadores da matriz de risco, o índice de transmissibilidade (Rt) sobe de 0,94 para 0,95 a nível nacional e em Portugal continental. Já a incidência mantém a tendência descendente, passado para 319,9 casos por cem mil habitantes (o valor anterior era de 326,5).

Os dados do Rt e da incidência de novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias - indicadores que compõem a matriz de risco de acompanhamento da pandemia - são atualizados pelas autoridades de saúde à segunda-feira, à quarta-feira e à sexta-feira.

O nível de risco na matriz de monitorização da pandemia de covid-19 fixa-se agora em 480 casos por 100 mil habitantes a 14 dias, em vez dos anteriores 240.

De acordo com o portal do Governo para a covid-19, “a monitorização da evolução da pandemia continuará a ser feita com base nos indicadores de incidência e Rt, agora adaptados de acordo com a evolução da vacinação (nível de alerta passa para 240, nível de risco passa para 480)”.

A covid-19 provocou pelo menos 4.333.013 mortes em todo o mundo, entre mais de 205,3 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.537 pessoas e foram registados 998.547 casos de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.