O eurodeputado Nuno Melo questionou a Comissão Europeia se irá exigir a remoção das 88 mil toneladas de resíduos perigosos depositados nas antigas minas de carvão de S. Pedro da Cova, em Gondomar.

As questões foram colocadas após a divulgação dos resultados de um estudo realizado pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), que verificou a «existência de resíduos perigosos provenientes da extinta siderurgia nacional» nas antigas minas de S. Pedro da Cova, aconselhando a total remoção.

Nuno Melo perguntou à comissão se tem conhecimento dos resultados do estudo e se tenciona solicitar as análises efectuadas, assim como se «pondera exigir a remoção dos referidos resíduos do local onde foram depositados, para um aterro de resíduos tóxicos apropriado».

Em Junho de 2010 o eurodeputado levou à Comissão Europeia a possibilidade dos resíduos da extinta Siderurgia Nacional, encontrados em S. Pedro da Cova, serem perigosos, pondo em risco a saúde pública pelos altos teores de chumbo, cádmio e arsénio.

Na altura a Comissão Europeia solicitou informação do Governo que encomendou o estudo ao LNEC.

A 21 de Setembro, Nuno Melo informou que Bruxelas pode processar Portugal se se confirmasse a deposição ilegal de resíduos perigosos.
Redação / SC