Um homem morreu soterrado, esta sexta-feira, na sequência de uma derrocada nas Minas de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, em Beja.

De acordo com fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja, o alerta foi dado às 19:55 e óbito foi confirmado no local.

O comandante da corporação dos Bombeiros de Castro Verde, Vítor Antunes, explicou à Lusa que o homem, que “terá 44 anos”, foi “apanhado por uma derrocada” no interior da mina.

O corpo ficou debaixo de uma pedra enorme”, indicou Vítor Antunes.

Foram mobilizados para o local oito bombeiros e viaturas da corporação de Castro Verde, uma viatura de Suporte Imediato de Vida e a VMER, além da GNR, num total de oito elementos, apoiados por quatro veículos.

Segundo o comandante, quando os bombeiros e o INEM chegaram ao local, o corpo da vítima já tinha sido transportado para a superfície por elementos do Grupo de Intervenção da Somincor, a empresa concessionária do complexo mineiro.

Segundo a mesma fonte, a Autoridade para as Condições do Trabalho foi contactada para averiguar as circunstâncias em que ocorreu o acidente.

A Mina de Neves-Corvo é uma exploração subterrânea de sulfuretos polimetálicos maciços situada no concelho de Castro Verde.

O último acidente com vítimas mortais em Neves Corvo remonta a 26 de junho de 2015, quando um homem de 27 anos, trabalhador de uma empresa subcontratada, morreu na sequência da queda de uma plataforma elevatória na lavaria do zinco.

Rafaela Laja / atualizada com Lusa às 23:00