O tradutor e jornalista José Vieira de Lima morreu, esta quinta-feira, confirmou fonte ligada à Quetzal editores.

A Quetzal orgulha-se de ter podido trabalhar com este tradutor – tal como acontece, certamente, com tantos outros editores portugueses", pode-se ler no comunicado da editora.

José Vieira de Lima nasceu em 1951, em Almada, cidade onde – na adolescência – esteve ligado à criação de um cineclube. Licenciado em Filologia Românica pela Faculdade de Letras de Lisboa, a sua experiência profissional incluiu quinze anos de jornalismo na agência de notícias France-Presse. e,

Como tradutor, desde 1986, começou com Sam Shepard e abarcou uma grande variedade  com quase uma centena de títulos de autores traduzidos. DE V.S. Naipaul a Henry James, passando por Julian Barnes, Samuel Beckett, Edith Wharton, Martin Amis e Edmund White.

Samuel Beckett, sobretudo com Happy Days, foi, como em tempos afirmou, o autor que mais gostou de traduzir.