A GNR encerrou no domingo um estabelecimento de bebidas que estava a funcionar ilegalmente com 30 pessoas no seu interior, em Oliveira de Azeméis, no distrito de Aveiro.

Em comunicado, a GNR refere que, no decorrer de uma ação de policiamento, os militares da Guarda depararam-se com algum ruído proveniente do interior de uma residência, situada na localidade de Cucujães.

"Após diligências policiais, foi possível verificar que no interior dessa residência funcionava ilegalmente um estabelecimento de bebidas com clientes no interior", refere a mesma nota.

Segundo a GNR, a proprietária do estabelecimento, uma mulher de 42 anos, foi constituída arguida, tendo sido ainda elaborados autos de contraordenação às 30 pessoas presentes no local, por incumprimento ao dever geral de recolhimento domiciliário.

A GNR recorda que, de acordo com as medidas impostas pelo estado de emergência face à evolução da situação epidemiológica do país, encontram-se encerradas as instalações e estabelecimentos como discotecas, bares, salões de dança ou de festa.

/ CP