Um homem de 56 anos, suspeito do crime de abuso sexual a uma criança de 11 anos, foi detido em Oliveira do Hospital pela Polícia Judiciária.

“A Polícia Judiciária deteve um homem, em Oliveira do Hospital, pela presumível prática, reiterada, do crime de abuso sexual de crianças, de que foi vítima uma menina, com 11 anos”, sintetiza um comunicado da PJ.

À agência Lusa, fonte da PJ explicou que o detido, “de 56 anos, atualmente sem qualquer atividade profissional, por ser cuidador informal da mulher, que tem uma doença incapacitante, é vizinho da vítima, com quem havia relações de proximidade”.

“A menina era atraída para casa do agressor para usar internet, uma vez que ela não tinha em casa, e para a seduzir e garantir o silêncio oferecia-lhe roupas e outros bens como, por exemplo, telemóveis”, contou.

Ofertas que, segundo a PJ, “não fizeram a família desconfiar, porque pensava que o vizinho os queria ajudar de forma genuína, uma vez que sabia das dificuldades económicas em que viviam”.

“A denúncia veio da escola, onde a menina acabou por falar. A escola apresentou queixa à Comissão de Proteção de Menores, a PJ deteve o indivíduo no dia 06 de janeiro e foi presente ao Tribunal no dia 08. Foi-lhe aplicada a medida de coação de prisão preventiva”, pormenorizou a fonte.

Segundo a PJ, o indivíduo não tem antecedentes criminais e os factos aconteciam no concelho de Oliveira do Hospital, distrito de Coimbra, onde residiam.

“Tiveram início no verão de 2019 e até à data. Trata-se de um crime de abuso sexual na forma mais grave”.

/ CP