Quase oito mil enfermeiros foram infetados com o vírus SARS-CoV-2 desde o início da pandemia de covid-19 em Portugal, o que representa cerca de 10% dos profissionais inscritos na Ordem, avançou a organização.

Segundo a Ordem dos Enfermeiros (OE), desde março de 2020 e até julho deste ano, verificaram-se “7.928 casos de infeção destes profissionais de saúde”, o equivalente a “cerca de 10% dos enfermeiros registados na OE”.

Fica claro porque é que os enfermeiros precisam de subsídio de risco, algo que ainda não têm”, salientou a bastonária Ana Rita Cavaco, citada num comunicado.

De acordo com a mesma fonte, em março a OE “solicitou ao Ministério da Saúde o número de enfermeiros infetados com covid-19 desde o início da pandemia”, mas “só agora” recebeu esta informação por parte da Direção-Geral da Saúde.

Segundo dados do Ministério, o Serviço Nacional de Saúde tem cerca de 49 mil enfermeiros.

A covid-19 provocou pelo menos 4.574.225 mortes em todo o mundo, entre mais de 221,13 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.816 pessoas e foram contabilizados 1.048.941 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

/ NM