O Centro Hospitalar de Leiria (CHL), que integra os hospitais de Leiria, Pombal e Alcobaça, anunciou este domingo a suspensão da entrada de acompanhantes, visitas e cuidadores até dia 14, justificando a decisão com o contexto da pandemia de covid-19.

Numa nota, o CHL explica que “devido ao contexto epidemiológico atual, a task force covid-19” da instituição “atualizou o seu plano de contingência, nomeadamente o procedimento de acesso às instalações” por não profissionais, tendo o conselho de administração deliberado a suspensão da entrada de acompanhantes, cuidadores e visitas até 14 de novembro nos “serviços de internamento e em áreas dedicadas covid-19”.

O conselho de administração determinou como exceção “a entrada de um acompanhante, no horário em vigor (24/24h)”, no Serviço de Pediatria, no Hospital de Santo André, em Leiria.

“Este acompanhante deve realizar teste SARS-CoV-2 e permanecer durante todo o período de internamento no CHL”, refere a nota, adiantando que na Urgência de Pediatria é, igualmente, autorizada apenas a entrada de um acompanhante.

Já na Unidade de Cuidados Especiais Neonatais e Pediátricos, também no hospital de Leiria, “é também permitida a visita do pai durante o horário em vigor para a Torre Poente (19:00 às 20:00, às terças e quintas-feiras)”.

Outra exceção é no Serviço de Urgência Ginecológica/Obstétrica, onde “é permitida a entrada de um acompanhante se a equipa clínica assim o entender, para o acompanhamento à grávida, sem possibilidade de troca”.

“Estão também suspensas todas as atividades com entidades externas ao CHL, assim como estágios, previstos iniciar a partir de 02 de novembro”, adianta o Centro Hospitalar.

Ainda suspensa está a participação dos profissionais de saúde em cursos, seminários, encontros, jornadas ou ações de formação no estrangeiro, cerimónias religiosas nas capelas do CHL, consultas de preparação para o parto e o circuito de visita guiada pré-natal.

O conselho de administração do CHL acrescenta que, “encontrando-se o grau de risco em constante avaliação pelas entidades competentes da área governativa da saúde, as medidas agora enunciadas serão monitorizadas e divulgada a sua atualização ou reposição”.

O Centro Hospitalar de Leiria integra o Hospital de Santo André, o Hospital Distrital de Pombal e o Hospital Bernardino Lopes de Oliveira, em Alcobaça.

Segundo o seu ‘site’, o CHL tem como “área de influência a correspondente aos concelhos de Batalha, Leiria, Marinha Grande, Porto de Mós, Nazaré, Pombal, Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pera, Ansião, Alvaiázere, Ourém e parte dos concelhos de Alcobaça e Soure, servindo uma população de cerca de 400.000 habitantes”.

Portugal contabiliza pelo menos 2.544 mortos associados à covid-19 em 144.341 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde.

O Conselho de Ministros decidiu no sábado que 121 municípios, incluindo a Batalha, no distrito de Leiria, vão ficar abrangidos, a partir de quarta-feira, pelo dever cívico de recolhimento domiciliário, novos horários nos estabelecimentos e teletrabalho obrigatório, salvo "oposição fundamentada" pelo trabalhador, devido à covid-19.

/ Publicado por MM