O uso de máscara nas escolas da Madeira vai ser obrigatório para crianças com mais de 6 anos, indicou esta sexta-feira a Secretaria da Saúde e Proteção Civil, vincando que segue as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

A preparação do início do ano letivo no mês de setembro assenta numa estratégia baseada na articulação entre os profissionais da área da educação e da saúde", refere a entidade em comunicado, sublinhando que "existe um plano de retoma das atividades letivas segundo as orientações da saúde".

O tema foi abordado numa reunião, por videoconferência, com dirigentes de saúde ao nível nacional, na qual o secretário da Saúde da Madeira, Pedro Ramos, referiu também que a região pretende adquirir 56 mil vacinas no âmbito do Programa de Vacinação Contra a Gripe.

O governante sublinhou que o uso de máscara na região é obrigatório e irá contemplar também as crianças com mais de 6 anos.

Em relação à capacidade de testagem ao novo coronavírus, Pedro Ramos disse que o Laboratório de Patologia Clínica do Hospital Central do Funchal Dr. Nélio Mendonça realiza, atualmente, cerca de 1.800 testes por dia.

Segundo dados divulgados esta sexta-feira pelo Instituto de Administração da Saúde (IASAÚDE), a Madeira contabiliza um total cumulativo de 158 casos confirmados de covid-19, já com 118 recuperados e 40 ativos.

Em Portugal, morreram 1.815 pessoas das 57.074 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 832 mil mortos e infetou mais de 24,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

/ JGR