A região de Lisboa e Vale do Tejo só deverá atingir o pico da pandemia de Covid-19 na terceira semana de junho. A conclusão é do COVID-19 Insights, um modelo desenvolvido pela COTEC Portugal e pela NOVA Information Management School (NOVA IMS), da Universidade Nova de Lisboa.

De acordo com este observatório, nas restantes regiões do país, os picos da prevalência já terão sido atingidos entre o final de abril e o início de maio.

Nas últimas duas semanas, a região de Lisboa tem liderado o aumento de novos casos de Covid-19, no país, com principal destaque para o aumento de casos da doença nos concelhos de Alenquer, Amadora, Barreiro, Loures, Odivelas, Seixal, Sintra e Lisboa.

As autoridades de saúde têm identificados vários focos, como é o caso de empresas da Azambuja e de três bairros na Margem Sul, entre os quais o Bairro da Jamaica. Para controlar a propagação da Covid-19 no Bairro da Jamaica, as autoridades estão a preparar o encerramento dos cafés, de forma a evitar os ajuntamentos e o contacto social.

Manuela Micael