Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais seis mortos e 688 casos de infeção por covid-19, segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde.

De acordo com o documento, há 661 pessoas internadas, mais duas do que ontem. Nos cuidados intensivos está mais uma pessoa, num total de 99.

A DGS indica que das seis mortes registadas, cinco ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde também se verifica o maior número de infeções, e uma na região Centro.

211_DGS_boletim_20200929 by TVI24 on Scribd

O boletim refere ainda que as autoridades de saúde têm em vigilância 44.231 contactos, mais 60 em relação a segunda-feira, e que foram dados como recuperados nas últimas 24 horas 309 doentes.

Desde o início da pandemia em Portugal já recuperaram da doença 48.193 pessoas.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados mais 478 novos casos de infeção o que representa quase 70 por cento do total de casos registados , contabilizando a região 38.294 casos e 759 mortes.

A região Norte regista mais 160 novos casos de covid-19, totalizando 26.735 e 884 mortos desde o início da pandemia.

Na região Centro registaram-se mais 16 casos, contabilizando no total 6.076 infeções e 263 mortos.

No Alentejo foram registados mais cinco casos de covid-19, totalizando 1.499 casos, mantendo-se os 23 mortos anteriormente registados.

A região do Algarve tem notificados mais 22 casos de infeção, somando 1.622 casos e mantém os 19 mortos.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados mais dois novos caso nas últimas 24 horas, somando 269 infeções detetadas e 15 mortos desde o início da pandemia.

A Madeira registou cinco casos nas últimas 24 horas, contabilizando 222 infeções, sem óbitos até hoje.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções, com um destaque para a faixa entre os 40 e os 49.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 33.905 homens e 40.812 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 987 eram homens e 976 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

Lara Ferin