Portugal teve esta semana a média diária de novos casos de contágio pelo novo coronavírus mais baixa desde 31 de dezembro, segundo dados divulgados esta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Nos indicadores semanais sobre a pandemia, o INE registou na quarta-feira um total de 29.511 casos acumulados nos sete dias anteriores, correspondentes a 4.216 novos casos em média por dia, “o valor mais baixo desde 31 de dezembro de 2020”.

O número de novos casos confirmados nos sete dias anteriores tem vindo a descer desde 28 de janeiro, acrescenta o INE.

Em 10 de fevereiro, verificou-se uma taxa de incidência de 903 novos casos por 100 mil habitantes nos 14 dias anteriores, abaixo do máximo de 1.667 novos casos por 100 mil habitantes atingido no dia 29 de janeiro.

Em 10 de fevereiro, verificou-se uma taxa de incidência de 903 novos casos por 100 mil habitantes nos 14 dias anteriores, abaixo do máximo de 1.667 novos casos por 100 mil habitantes atingido no dia 29 de janeiro.

O número de mortos entre 4 e 31 de janeiro foi mais alto na Área Metropolitana de Lisboa e no Alentejo, com uma média 1,8 vezes acima da média para o mesmo período nos anos de 2015 a 2019.

O INE indica que entre 4 e 31 de janeiro, o número de mortos em 270 dos 308 concelhos esteve acima do valor de referência dos cinco anos anteriores, sem indicar que percentagem foram mortes de pessoas com covid-19.

No dia 2 de fevereiro, 71% dos municípios estavam em risco extremamente elevado, com uma taxa de incidência acima de 960 casos por 100 mil habitantes nos 14 dias anteriores, menos cinco pontos percentuais que na semana anterior.

Destes 71%, 125 registavam uma taxa de incidência superior a 1.500. Em 204 municípios houve redução e em 103 houve aumento deste indicador.

Todos os 18 concelhos da Área Metropolitana de Lisboa estavam nesta situação, enquanto na região norte havia 67 em 86 no grau de risco mais elevado, na região Centro 87 em 100 e no Alentejo eram 39 de 58 municípios.

/ MJC