A Câmara de Montalegre anunciou esta quarta-feira a suspensão das feiras, o encerramento do ginásio e pavilhão desportivo e o adiamento da prova do Campeonato Nacional de Ralicross devido ao aumento de casos de infeção pelo novo coronavírus.

Num comunicado assinado pelo presidente da autarquia, Orlando Alves, o município do distrito de Vila Real anunciou a implementação de novas medidas “face ao crescente número de casos covid-19 registado nos últimos dias, e no sentido de acautelar a saúde pública e a contenção da propagação do vírus”.

Contactado pela agência Lusa, o vice-presidente da Câmara e responsável pela Proteção Civil, David Teixeira, referiu não dispor de dados oficiais da Saúde Pública, mas apontou para “três possíveis linhas de contágio” e referiu ter a indicação de que o “grande núcleo de casos (16) é à volta da escola”.

A Saúde Pública, acrescentou, está ainda a proceder à realização de testes.

Mesmo que só fosse este número já era preocupante. Este é sobretudo um sinal para que a pessoas do concelho percebam que isto (pandemia) ainda não passou e precisamos do empenho de todos para reduzir a probabilidade de contágio”, afirmou David Teixeira.

O responsável explicou ainda que as medidas são implementadas a partir das 00:00 de quinta-feira, por esse ser o dia da realização da feira quinzenal de Montalegre.

As medidas incidem, especificou, na suspensão das feiras de Montalegre e de Salto (semanal), no encerramento ginásio municipal e pavilhão desportivo, com exceção para as competições oficiais que estão em vigor e cujos atletas são testados, e no adiamento da prova do Campeonato Nacional de Ralicross, agendada para o fim de semana.

Este adiamento é concretizado também por indicação da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Estas medidas são temporárias. Voltaremos à normalidade se o número de casos descer. O comportamento individual é decisivo. Por isso, deixo um forte apelo para que todos adotem as medidas responsáveis e apropriadas de higiene pessoal e de conduta social indicadas pela DGS, para segurança de todos e como forma de evitar o contágio”, afirmou o presidente Orlando Alves, no comunicado.

. / MJC