O surto de coronavírus no Lar Nossa Senhora das Candeias, em Mourão (Évora), já infetou 59 pessoas, nomeadamente 48 utentes e 11 funcionários, tendo um dos idosos morrido, revelou a câmara municipal.

Neste surto, existem atualmente 47 utentes e 11 funcionários infetados com o novo coronavírus SARS-CoV-2 e regista-se o óbito de um idoso, informou o Serviço Municipal de Proteção Civil, numa publicação na página da câmara na rede social Facebook.

Na mesma informação com a atualização da situação epidemiológica do concelho, publicada na quinta-feira à noite, o município informou ainda que “dois funcionários aguardam a resultado de teste para regressarem ao serviço” e que “todos os utentes positivos foram avaliados por uma equipa médica”.

Os primeiros resultados positivos deste foco no lar em Mourão do vírus que causa a doença covid-19 foram conhecidos no passado dia 24 de dezembro, quando se soube que, num universo de 62 utentes, 38 estavam infetados, assim como 10 dos 43 funcionários.

De acordo com os dados mais recentes da Saúde Pública, neste concelho alentejano, além da situação no lar, existem atualmente 18 casos ativos de covid-19 na comunidade, dos quais 10 estão relacionados com a estrutura residencial para pessoas idosas (ERPI).

Na próxima semana, terá inicio a 1.ª fase da vacinação” contra a covid-19 no concelho, “mais propriamente nos lares”, revelou ainda o Serviço Municipal de Proteção Civil.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.818.946 mortos resultantes de mais de 82,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 6.906 pessoas dos 413.678 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ LF