O surto por covid-19 no lar de Alguber, no concelho do Cadaval, registou um aumento de 32 para 42 infetados, informou esta quinta-feira aquele município do distrito de Lisboa.

Em comunicado, a autarquia esclarece que surgiram mais oito utentes e duas funcionárias infetadas.

Há uma semana, todos os utentes e funcionários da estrutura residencial para pessoas idosas foram testados e os testes deram resultado positivo em 32 casos, dos quais 23 relativos a utentes e nove referentes a funcionários.

Baseando-se na investigação das autoridades de saúde, o presidente da câmara, José Bernardo Nunes, explicou que o surto foi causado por uma festa de aniversário: quatro jovens foram contagiados e infetaram familiares, alguns dos quais trabalham no lar.

Além dos casos positivos no equipamento social, existem três casos de infeção na localidade relacionados com este surto e o autarca admitiu que possam surgir mais, tendo em conta o número de pessoas que se encontram em vigilância.

Desde o início da pandemia, o Cadaval, no distrito de Lisboa, contabiliza 121 casos confirmados, dos quais 58 estão ativos, 61 recuperaram e dois morreram, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico divulgado pelo município.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 44 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.395 pessoas dos 128.392 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ LF