O Serviço de Urgência do Hospital de Guimarães passou a enviar mensagens para o telemóvel de referência de contacto dos doentes graças a um projeto informático que visa humanizar os serviços e evitar aglomerados desnecessários, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o hospital refere que, após a admissão do doente no Serviço de Urgência, são enviadas pelo menos cinco mensagens (SMS) com indicações acerca dos procedimentos em curso.

A primeira mensagem de texto enviada para o telemóvel do acompanhante do doente informa automaticamente que o utente se encontra em observação clínica.

De seguida, todas as vezes que o doente realize exames, como RX ou TAC, é enviado uma nova SMS para o número do familiar de referência, para que este seja atualizado dos procedimentos realizados.

Se for o caso, quatro horas após a realização dos exames é enviada uma nova mensagem a informar que o doente continua em reavaliação clínica.

Por último, caso o doente tenha alta ou seja transferido para o internamento ou outro hospital, será enviada essa informação.

Em todos os casos, sendo necessária informação adicional, um profissional de saúde poderá entrar em contacto direto com a família.

Este sistema é importantíssimo para que os familiares tenham a noção de como decorre o processo do seu familiar e evita que se desloquem sem necessidade ao hospital, evitando aglomerados desnecessários”, sublinha o hospital.

Na unidade de internamento covid-19, além da informação diária do médico, está disponível um “tablet” para realizar videochamadas com os doentes que apresentem condições para tal, depois de um agendamento entre os familiares e o enfermeiro responsável.