A plataforma Fixando referiu esta terça-feira que metade dos portugueses irá abdicar de celebrar o Natal com o número habitual de familiares, temendo pela saúde dos mais frágeis em face do estado pandémico que o país atravessa.

Num estudo realizado entre 26 de novembro e 13 de dezembro deste ano junto de 1.000 famílias, mais de 50% considerou “extremamente inseguro” reunir-se com pessoas fora do agregado familiar, enquanto que em anos anteriores, os agregados familiares reuniam-se em média com mais oito pessoas durante a quadra natalícia, sendo que apenas 12% passava o Natal exclusivamente com quem partilham casa.

Além disso, cerca de 57% das famílias afirma que o Natal em 2020 será “muito diferente” do de 2019, com 67% dos inquiridos a celebrar a quadra em casa, na companhia apenas do seu agregado, sendo que apenas 9% se deslocará a casa de outros familiares.

/ CE