O hospital de campanha instalado no Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota, no Porto, vai ser desmontado nos próximos dias, depois de a cidade não apresentar qualquer caso de Covid-19 durante onze dias consecutivos. 

Em comunicado, a Câmara Municipal do Porto revela que a decisão de retirar aquele hospital de campanha foi tomada em conjunto pelos dois centros hospitalares do Porto, pela Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos e pela própria autarquia. 

O hospital de campanhava que vai ser desmantelado recebeu cerca de três dezenas de doentes de Covid-19, "aliviando o internamento dos hospitais de São João e Santo António. A gestão hospitalar foi garantida pela Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos e os cerca de 300 colaboradores trabalharam em regime de voluntariado", informa a Câmara do Porto na mesma nota. A unidade foi montada pela câmara no pavilhão cedido pelo concessionário, com o apoio do Exército e de várias empresas privadas, 

Segundo a autarquia, esta unidade foi também "fundamental" para garantir a separação de utentes de lares de idosos da cidade com teste positivo para Covid-19. 
 

Bárbara Cruz