O papa Francisco afirma, numa mensagem dirigida aos portugueses, que vai a Fátima, sob lema “com Maria, peregrino na esperança e na paz”, num “programa de conversão”. Veja a mensagem completa no vídeo, em cima.

Na mensagem difundida esta quarta-feira, Francisco referiu que a visita ocorre por ocasião do “centenário de momentos abençoados” e que se apresenta perante Nossa Senhora de Fátima como pastor universal, “oferecendo-lhe o ‘bouquet’ das mais lindas flores” que Jesus Cristo confiou aos seus cuidados, “ou seja os irmãos e as irmãs do mundo inteiro, resgatados pelo seu sangue, sem excluir ninguém”, salientou.

O pontífice apelou aos católicos que estejam com ele numa “união física ou espiritual”, mas “o importante é que seja de coração”.

Formando nós um só coração e uma só alma, entregar-vos-ei, todos, a Nossa Senhora para segredar a cada um: 'o meu Imaculado Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus’”, disse.

Francisco afirma que se alegra pelo facto da sua visita, "um momento abençoado”, estar a ser preparada “com intensa oração” que alegra o seu coração e prepara-o “para receber os dons de Deus”.

Agradeceu ainda “as orações e sacrifícios que diariamente oferecem” por si e que muito precisa, pois é “um pecador entre pecadores, um homem de lábios impuros, que habita no meio de um de um povo de lábios impuros”.

A oração ilumina os meus olhos para saber olhar os outros como Deus os vê, para amar os outros como Ele os ama”, afirma, acrescentando em seguida: “Em Seu nome venho até vós na alegria de partilhar convosco o Evangelho da esperança e da paz”.

Francisco afirma que a sua peregrinação a Fátima é “um encontro na casa da Mãe” e dá conta que muitos gostariam de o ver nas suas casas e comunidades, nas aldeias e cidades, que recebeu esse convite que gostaria de aceitar, mas “não é possível”.

O papa agradece “a compreensão com que as diversas autoridades acolheram” a sua decisão em circunscrever a visita “aos atos próprios da peregrinação no Santuário de Fátima, marcando encontro com todos aos pés da Virgem Mãe”.

Francisco visita Fátima na sexta-feira e no sábado, tornando-se o quarto papa a visitar o maior templo mariano do país. Paulo VI (1967), João Paulo II (1982, 1991, 2000) e Bento XVI (2010) foram os anteriores papas que estiveram em Fátima.

O papa vai presidir à cerimónia de canonização dos pastorinhos Jacinta e Francisco Marto, no sábado, e tem ainda encontros agendados com o Presidente da República e com o primeiro-ministro, Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa, respetivamente, e almoça com os bispos portugueses.

/ AM