A Polícia Judiciária de Leiria deteve um homem suspeito de pornografia de menores, após receber alerta do Gabinete Nacional da Interpol, anunciou aquela polícia criminal, esta sexta-feira.

Segundo explicou à agência Lusa fonte da PJ, a Interpol alertou esta polícia para um determinado IP (endereço de protocolo da internet) que tinha sido localizado em Leiria e que estaria a aceder a conteúdos de pornografia de menores.

Identificando a origem do IP, os inspetores da PJ de Leiria realizaram uma busca ao computador do arguido, confirmando-se que o suspeito acedia “esse tipo de sites”, acrescentou a mesma fonte, revelando que se desconhece, para já, se também difundia os conteúdos.

Na sequência de informação do Gabinete Nacional da Interpol, a Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, recolheu elementos de prova que levaram à detenção, na quinta-feira, em flagrante delito, de um suspeito da prática do crime de pornografia de menores, refere ainda a PJ em comunicado.

Ao suspeito, residente na zona de Leiria, com 36 anos, “foram-lhe apreendidos ficheiros vídeo, guardados em suportes digitais, com conteúdos explícitos no âmbito da factualidade criminal em apreço, em que são intervenientes menores, na sua grande maioria, crianças”.

Após ter sido sujeito a primeiro interrogatório judicial, foi-lhe decretada a medida de coação de apresentação às autoridades, duas vezes por semana.