O ministro do Planeamento e das Infraestruturas disse, nesta segunda-feira, que as obras na Ponte 25 de Abril vão arrancar, ao que tudo indica, ainda este ano, faltando apenas o visto do Tribunal de Contas.

O arranque das obras na 25 de Abril começarão em breve, porventura ainda antes do final deste ano. Estamos agora a aguardar visto do Tribunal de Contas", afirmou Pedro Marques, na audição conjunta com três comissões parlamentares para debate na especialidade da proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019).

Em 20 de setembro, a Infraestruturas de Portugal (IP) anunciou que as obras na Ponte 25 de Abril tinham sido adjudicadas por 12,6 milhões de euros ao consórcio composto pelas empresas Somague, Sociedade de Montagens Metalomecânicas e STAP–Reparação, Consolidação e Modificação de Estruturas.

"As intervenções previstas incidem sobre elementos metálicos da ponte suspensa e em elementos de betão armado pré-esforçado do viaduto de acesso norte", referiu na altura a entidade sobre as obras na ponte que liga as duas margens do rio Tejo entre Almada e Lisboa.

Inicialmente, a IP tinha estimado que os trabalhos seriam orçados em 18 milhões de euros, mas o consórcio vencedor - entre seis - apresentou uma proposta inferior, no total de 12,6 milhões de euros.

Em 12 de setembro, também no parlamento, o ministro Pedro Marques tinha estimado que a empreitada tivesse início "ainda este ano.