Um homem acusado de tentar matar a mulher, projectando-a de carro por uma arriba abaixo, foi esta quinta-feira absolvido após o tribunal de Peniche ter concluído que a mulher, quando caiu da arriba, já estava fora da viatura, escreve a Lusa.

«O Tribunal deu como provado que a mulher quando cai da arriba já estava fora do carro, saiu do carro quando ele ainda estava sobre a arriba», afirmou esta quinta-feira à Lusa o advogado de defesa do arguido, Meneses Lima.

A conclusão baseou-se nas audições de peritos ouvidos e indicados quer pela defesa quer pelo próprio tribunal.

Os factos remontam a 12 de Junho de 2003 quando o arguido (actualmente com 48 anos) e a mulher iam de carro em direcção ao cabo Carvoeiro. Segundo a acusação do Ministério Público, o homem que conduzia a viatura, levou o automóvel a despenhar-se e, com o embate nas rochas, os dois foram projectados tendo ambos sofrido lesões traumáticas.

A acusação sustenta que o arguido pretendia pôr fim à sua vida e à da mulher o que só não aconteceu por razões estranhas à sua vontade. Inicialmente acusado de homicídio qualificado tentado, o arguido viu o colectivo de juízes de Peniche alterar a qualificação do crime para homicídio simples tentado.

O advogado de defesa disse ainda que o homem foi também absolvido do pagamento de indemnização à mulher.

O arguido não assistiu à leitura do acórdão. Segundo Meneses Lima é pescador e está em Aveiro a preparar-se para ir para o mar.
Redação / CLC