«Já estamos reposicionados com a corveta 'Batista de Andrade', que já está na área de operações, vamos ter o helicóptero da Proteção Civil às 09:00 e temos em terra elementos dos bombeiros Voluntários de Colares, da Proteção Civil de Sintra e da Polícia Marítima nas praias e arribas», disse à agência Lusa o comandante Mário Domingues.


«Acho que, por causa da forte agitação marítima, os corpos devem estar presos em algumas arribas, enseadas ou grutas, devem estar a ser empurrados pelas condições do mar que se verificam. Por isso, duvido que possamos ter resultados positivos no dia de hoje e amanhã [sábado]», adiantou.












Redação / SS