Mais de 142 mil pessoas já assinaram a petição pública que pede o afastamento do juiz Ivo Rosa da magistratura, "face à sua parcialidade e consecutivos erros judiciais lesivos ao Estado", segundo o balanço deste domingo, às 16:00.

O autor da petição, que se identifica como Vítor Neves, acredita que Ivo Rosa "não tem perfil, rigor e equidade" para exercer o cargo de juiz.

A petição surgiu depois de o juiz decidir que o antigo primeiro-ministro José Sócrates vai a julgamento por apenas seis dos 31 crimes de que estava acusado, concretamente de branqueamento de capitais e falsificação de documentos, deixando cair os crimes de corrupção.

O texto da petição acusa Ivo Rosa de ter "violado" vários artigos da lei do estatuto dos magistrados judiciais e o compromisso ético dos juízes portugueses.

Na petição pode ler-se, ainda, que a conduta do juiz "já foi várias vezes posta em causa pelo Ministério Público" e que as suas decisões foram "criticadas" por vários juízes desembargadores.

Autores e subscritores consideram, por isso, que Ivo Rosa "não têm condições para ficar à frente do Processo Operação Marquês".

Várias pessoas estão também a reagir à petição através da caixa de comentários, onde as opiniões se dividem, com alguns a considerarem que se trata de "uma tentativa de instrumentalizar a justiça".

Veja também:

Redação / CM