ACTUALIZADA ÀS 21h10

O Ministério Público anunciou que não tem «nada a requerer de momento» relativamente ao processo Casa Pia, depois de o arguido Carlos Silvino ter afirmado que mentiu em tribunal.

O procurador-geral da República, Pinto Monteiro, e o procurador titular do processo Casa Pia, João Aibéo, reuniram-se esta quarta-feira à tarde para «discutir» o processo «em toda a sua extensão», como havia afirmado à agência Lusa uma fonte oficial da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Questionada pela Lusa sobre o resultado da reunião, a PGR respondeu que «o Ministério Público aguarda o decurso normal do processo, nada tendo a requerer de momento».

Pinto Monteiro confirmou estar a «aguardar o decurso normal do processo» Casa Pia, afirmou à agência Lusa, à margem da cerimónia, em Oeiras, de lançamento do livro da magistrada do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Évora, Aurora Rodrigues.
Redação / CP