Dois militares da tripulação que acompanha o porta-aviões 'USS Harry S. Truman', fundeado em Lisboa desde sábado, foram detidos hoje de madrugada, por suspeita de agressão e roubo de telemóvel a um taxista, disse à Lusa fonte policial.

Os dois militares norte-americanos, de 21 e 23 anos, detidos pela PSP pelas 02:00, na Rua da Palma, em Lisboa, são suspeitos de “agredirem e roubarem o telemóvel” ao taxista que os transportou, que teve de receber tratamento hospitalar, segundo a mesma fonte.

Os dois militares foram esta tarde transportados para o Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, no Campus da Justiça, para serem presentes a um juiz.

Fonte judicial disse à Lusa que os dois suspeitos estão acompanhados de um representante da embaixada dos Estados Unidos da América em Lisboa, um advogado e um representante da Marinha Portuguesa.

O porta-aviões 'USS Harry S. Truman' e o 'destroyer' (navio escolta) 'USS Forrest Sherman' estão fundeados no rio Tejo desde sábado, para uma paragem de descanso de quatro dias após meses em missão.