PGR nega qualquer «limitação» aos procuradores

Saiba que perguntas ficaram por fazer a Sócrates









os investigadores dispuseram quase de seis anos para ouvir o primeiro-ministro e os procuradores titulares um ano e nove meses. Se não o ouviram, é porque entenderam não ser necessário



Redação / SM