As autoridades montaram um cerco policial em Braga para apanhar o homem que abandonou a namorada baleada à porta do hospital. De acordo com o que a TVI conseguiu apurar, o cerco foi montado na localidade de Amares e o suspeito, conhecido como "Pirata", foi detido pouco depois. 

Terá abalroado um carro patrulha e um suspeito que o acompanhava terá sido detido. Quando a viatura em que seguiam ambos os suspeitos abalroou o carro patrulha, os agentes reconheceram o indivíduo e conseguiram deter o acompanhante. "Pirata" conseguiu fugir a pé e foi detido pouco depois. 

Foram mobilizadas patrulhas da GNR de Amares e Braga e contaram com o apoio da PSP. 

O caso remonta à madrugada de 24 de setembro: a PSP fez uma tentativa de abordagem a um automóvel onde seguiam suspeitos de assaltos em São João da Madeira e foram disparados vários tiros pelos agentes.

POSTERIORMENTE, DEU ENTRADA NO HOSPITAL DE SÃO JOÃO DA MADEIRA UMA CIDADÃ COM FERIMENTO POR ARMA DE FOGO, QUE SE SUPÕE ESTAR RELACIONADA COM OCORRÊNCIA DESCRITA”, referia o comunicado das autoridades, que adiantava que a mulher, uma jovem de 23 anos, acabaria por morrer no hospital. Alvo dos disparos da polícia, a jovem foi abandonada pelo companheiro, com quem seguia no automóvel suspeito, frente à porta do hospital. O condutor da viatura continuava a monte

A PSP deu conhecimento dos factos à Polícia Judiciária e à Inspeção Geral da Administração Interna (IGAI), tendo ainda instaurado um inquérito de âmbito disciplinar, para apurar as circunstâncias que rodearam a intervenção policial que terminou com a morte da jovem.

Daniela Rodrigues