A «Operação Tridente» da PJ e da GNR, realizada no fim-de-semana em vários pontos do país, resultou na detenção de seis pessoas e apreensão de oito toneladas de haxixe, cinco embarcações e uma viatura, segundo fonte policial, escreve a Lusa.

Os seis homens detidos têm entre 28 e 55 anos e são de nacionalidade belga, inglesa e marroquina, precisou à agência Lusa outra fonte ligada ao processo.

A apreensão das oito toneladas de haxixe, distribuídas por fardos encontrados em várias embarcações, decorreu durante o fim-de-semana e teve a participação da Polícia Judiciária (PJ), na área das informações [intelligence], e da Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da Guarda Nacional Republicana (GNR), explicou a mesma fonte policial.

As acções policiais decorreram na Moita, na região de Setúbal, e em Olhão e Vilamoura, na costa algarvia, após várias pessoas terem sido investigadas e seguidas em diversas zonas de Lisboa e do Algarve, e contou com a colaboração das autoridades espanholas, explicou ainda fonte policial.

A Lusa tentou obter mais informações junto da Polícia Judiciária, que se recusou a dar pormenores da operação, remetendo para uma conferência de imprensa a realizar esta tarde em Lisboa.

Já a GNR remeteu quaisquer detalhes da operação para a Polícia Judiciária, limitando-se a confirmar a participação de militares da Unidade de Controlo Costeiro.