A Polícia Judiciária anunciou, esta quarta-feira, o desmantelamento de um grupo considerado «violento», informa a Lusa.

Segundo a PJ, a investigação culminou com a detenção de um homem, de 22 anos, por «fortes indícios» de ter sequestrado e roubado, na zona de Loures, em Março, um cidadão deficiente. Outros dois homens já tinham sido anteriormente detidos.

O grupo pediu boleia a um cidadão deficiente. Sequestrou o homem e realizou vários furtos a cabines telefónicas com o carro da vítima.

A viatura chegou a ser utilizada como tractor. Foram-lhe colocadas cordas para amarrar e puxar várias cabinas telefónicas. Dessa maneira, o grupo apropriou-se do dinheiro das caixas e de cabos de cobre.

A vítima, com uma incapacidade muito elevada, foi «obrigada a suportar, com grande sofrimento e durante mais de dez horas, todas estes actos», adianta a PJ em comunicado.

A PJ vai continuar a investigar o eventual envolvimento dos autores em outros crimes semelhantes.