A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem suspeito de ter arremessado uma pedra contra um helicóptero, impedindo o abastecimento de água e o combate a um incêndio florestal em Cerva, Ribeira de Pena.

O homem de 43 anos, detido pela Unidade Local de Investigação Criminal de Vila Real, está “fortemente indiciado” pela prática dos crimes "de atentado à segurança de transporte por ar e de incêndio florestal".

Segundo explicou a PJ, em comunicado, os factos ocorreram no dia 6 de agosto de 2017, cerca das 09:20, na freguesia de Cerva, em Ribeira de Pena.

O suspeito terá arremessado uma pedra contra o helicóptero que se encontrava a abastecer água num tanque, a uma altitude de cerca de cinco metros do nível do solo, atingindo-o num vidro”, refere a Judiciária.

De acordo com a PJ, o piloto da aeronave "teve necessidade de realizar uma manobra para estabilizar o aparelho, com vista a evitar uma eventual queda".

Posteriormente, o mesmo "suspeito terá aberto a torneira do referido reservatório esvaziando-o, obrigando o helicóptero a deslocar-se a um ponto de água mais longe do local do incêndio".

O detido é empreiteiro da construção civil e vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.