A Polícia Judiciária deteve dois indivíduos, de 26 e 23 anos, suspeitos de sequestrarem e torturarem um homem em Lisboa.

Os dois detidos são suspeitos da prática dos crimes de roubo agravado, sequestro e ofensas à integridade física qualificada. Um terceiro suspeito está ainda por identificar

De acordo com a PJ, no passado mês de novembro, a vítima foi abordada na via publica e, sob agressões, "obrigada a entrar na própria viatura", com o objetivo de "procederem a levantamentos de dinheiro em máquinas ATM que não se chegaram a verificar".

Enquanto circulavam por diversas artérias de Lisboa, a vítima foi alvo de violentas ofensas à sua integridade física, tendo sido, inclusivamente, queimado em diferentes partes do corpo e rosto com um cigarro", descreve a Polícia Judiciária.

Após o despiste da viatura em que seguiam, a vítima continuou a ser agredida na rua, agressões essas que só terminaram "após a intervenção de transeuntes que passaram no local".

Em face da gravidade das lesões sofridas, a vítima teve de receber tratamento hospitalar e ser sujeita a intervenção cirúrgica", indica a PJ.

Além das duas detenções, a PJ apreendeu diversos bens, "entre os quais uma espingarda caçadeira de Airsoft, devidamente dissimulada para aparentar ser verdadeira, uma moca com 78 cm de comprimento e uma faca de mato".

Um dos detidos já esteve preso e ambos têm antecedentes por ilícitos graves, nomeadamente roubos e tráfico de estupefacientes.

Os dois vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

A Polícia Judiciária informa, ainda, que "irá prosseguir a investigação, visando a identificação do terceiro suspeito, bem como apurar o envolvimento dos ora detidos em outros crimes idênticos".

/ CM