Os dois homens suspeitos da autoria do crime de homicídio qualificado cometido na quarta-feira numa superfície comercial na Cancela, concelho de Santa Cruz, na Madeira, vão aguardar o desenrolar do processo em prisão preventiva, disse fonte da Polícia Judiciária.

Os dois homens, de 26 e 29 anos, foram ouvidos durante toda a tarde pelas autoridades judiciais do Tribunal de Santa Cruz e «ficaram em prisão preventiva», sendo que a investigação «vai continuar», acrescentou a mesma fonte à Lusa.

Os dois detidos terão utilizado objectos cortantes e contundentes, paus e pás, para cometerem o crime do qual resultou a morte de um homem de 35 anos, que trabalhava na construção civil. «A agressão começou junto de uma moradia sita na rotunda da Cancela propriedade de um outro indivíduo e motivada por desentendimentos na aquisição de um automóvel», refere um comunicado da PJ.

Os homens, um dos quais referenciado pelas autoridades policiais, foram interceptados nas respectivas residências e os objectos alegadamente utilizados no crime foram apreendidos pela polícia.

O crime foi presenciado por várias pessoas que se encontravam no estabelecimento comercial que viram a vítima ser agredida.
Redação / MM