O jovem de 17 anos que, na segunda-feira, esfaqueou um colega de 16 na escola secundária de Fânzeres foi detido pela Polícia Judiciária por ser suspeito da prática de um crime de homicídio qualificado na forma tentada.

Os factos ocorreram durante a manhã de segunda-feira no interior de um estabelecimento de ensino de Gondomar. 

"Na ocasião, o arguido, movido por desejo de vingança, surpreendeu a vítima e agrediu-a com uma arma branca na região da face e das costas, não lhe provocando a morte por mero acaso", lê-se no comunicado.

O detido, de 17 anos, estudante, com registo escolar marcado por episódios de violência, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

O caso ocorreu pelas 10:30, na Escola EB 2,3 de Santa Bárbara, em Fânzeres, concelho de Gondomar.

Fonte do Ministério da Educação indicou na segunda-feira à Lusa que o suspeito foi suspenso da escola e será alvo de um processo disciplinar.

“A direção da escola instaurou um processo disciplinar a um aluno que, consequentemente, está suspenso. O caso está entregue às autoridades”, referiu o gabinete do ministro Tiago Brandão Rodrigues, resposta escrita enviada à Lusa.