Um homem foi detido em França na sequência do cumprimento de um mandado de detenção europeu emitido pelo Tribunal Judicial de Viana do Castelo. Em causa está um crime de homicídio qualificado e outro de ofensa à integridade física qualificada, segundo o comunicado da Polícia Judiciária (PJ) enviado esta quarta-feira.

Os crimes remontam a 15 de janeiro de 2013, quando uma das vítimas foi atingida mortalmente com um tiro de caçadeira, já depois de um outro homem ter sido esfaqueado pelo mesmo suspeito.

A investigação foi levada a cabo pela PJ, Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Braga e da Unidade de Cooperação Internacional.

No dia dos crimes, o suspeito, de 36 anos, colocou-se em fuga para o estrangeiro, onde tem familiares emigrados.

Ao longo destes sete anos, a PJ e as congéneres europeias estiveram em constante troca de informação, acabando por localizar o homem em França.

O arguido se identificou com o nome de um familiar, procurando iludir o controlo policial; contudo, através da partilha de informação internacional, rapidamente foi confirmada a verdadeira identidade", informa a PJ.

 O homem vai ser presente a tribunal, onde lhe serão decretadas as medidas de coação.

António Guimarães