A Polícia Judiciária (PJ) identificou e deteve, na quarta-feira, um homem suspeito da prática dos crimes de sequestro, roubo, ofensa à integridade física e burla informática. 

Na companhia de outro suspeito, ainda não identificado, o detido, de 31 anos, por volta das 07:00, no Porto, "abordou o ofendido quando este se encontrava a dormir no interior de uma autocaravana" para perguntar se lhe podia dar um copo de água, sabe a TVI24

De seguida, a vítima foi violentamente agredida, tendo mesmo perdido a consciência, e amarrada com fita adesiva na parte traseira da viatura. 

Depois, na posse da autocaravana, os agressores deslocaram-se até à zona de Santo Tirso, onde fizeram vários levantamentos em caixas multibanco e compras em estabelecimentos comerciais com um cartão bancário, "cujo código PIN foi fornecido pelo ofendido após ser sujeito a violentas sevícias".

A TVI24 sabe que os suspeitos compraram dois Iphones e tentaram comprar duas motas num stand de automóveis. Foi neste momento que a vítima acordou e apercebendo-se da distração de um deles, que se encontrava no interior da autocaravana, conseguiu soltar-se e agredi-lo com um martelo. 

O suspeito saiu da viatura e foi assim que a vítima conseguiu colocar a autocaravana a funcionar e fugir até à GNR de Trofa, onde apresentou queixa. 

De acordo com o comunicado da PJ, o ofendido, de nacionalidade portuguesa, esteve manietado de braços e pernas, no interior da autocaravana, durante cerca de cinco horas.

O detido é desempregado e tem antecedentes criminais por crimes contra a propriedade. Vai agora ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

A Judiciária vai recorrer de imagens de videovigilância para encontrar o segundo suspeito.