A Polícia Judiciária (PJ) deteve o alegado autor de um incêndio numa viatura que pôs em causa várias habitações da localidade de Sobrosa, no concelho de Paredes.

Segundo as autoridades, a detenção ocorreu fora do flagrante delito e o fogo "terá sido provocado com recurso a chama direta e uso de produto inflamável" que suspeito derramou no interior do veículo.

A situação terá ocorrido, refere a PJ em comunicado, "num aparente quadro de desavenças conjugais e por motivos passionais".

"O suspeito terá ainda colocado no banco traseiro do veículo uma garrafa de gás, na qual encaixou uma mangueira, conduzindo o gás para um anexo da residência da mãe da mulher, local onde se depositou este produto inflamável", acrescenta a autoridade

No documento assinala-se que foram os vizinhos e os bombeiros que limitaram os danos ao interior da viatura, impedindo também "a continuação da deposição do gás e a consequente explosão deste produto".

O detido, de 68 anos, foi presente em tribunal para primeiro interrogatório, tendo-lhe sido aplicada como medida de coação a prisão preventiva.