A Polícia Judiciária (PJ) deteve nas Caldas da Rainha dois homens suspeitos de roubo violento e do sequestro de um homem que foi abandonado com ferimentos graves após um despiste de carro, divulgou a diretoria de Leiria.

Gil de Carvalho, coordenador da diretoria de Leiria da PJ, disse esta quarta-feira à agência Lusa que os crimes imputados aos suspeitos aconteceram no dia 30 de novembro de 2018 e vitimaram “um homem de 45 anos que se tinha deslocado à cidade das Caldas da Rainha”.

Segundo Gil de Carvalho, os dois suspeitos “sequestraram a vítima com recurso a armas e ameaças”, tendo-lhe retirado “diversos objetos e bens pessoais de valor ainda não apurado”.

Os alegados sequestradores conduziram depois a vítima, “no seu próprio carro, para o exterior da cidade, acabando por se despistarem face à velocidade excessiva com que um deles conduzia o veículo”.

Do acidente resultaram “graves e permanentes danos físicos provocados à vítima”, explicou a PJ num comunicado.

À Lusa, Gil de Carvalho acrescentou que a vítima foi deixada no local e que o alerta para as autoridades foi dado por “populares que se aperceberam do acidente”.

Os suspeitos foram detidos na segunda-feira, no âmbito de um inquérito dirigido pela secção das Caldas da Rainha do Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria, em que foi dado cumprimento a três mandados de busca e a dois mandados de detenção que visaram “os dois presumíveis autores de um roubo violento”.

No decorrer da ação policial, que contou com a colaboração da PSP das Caldas da Rainha, “vieram a ser recolhidos relevantes elementos de prova que permitirão o cabal esclarecimento dos factos”, refere ainda o comunicado.

Os detidos, de 32 e 37 anos, são ambos desempregados e têm antecedentes criminais.

Os dois homens serão esta quarta-feira presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação.