A Polícia Judiciária fez esta segunda-feira buscas no Tribunal da Póvoa de Lanhoso, no distrito de Braga, e em casa de um funcionário judicial por suspeitas de corrupção ativa e passiva e burla qualificada, confirmaram à Lusa fontes judiciais.

Segundo as referidas fontes, o funcionário, do Departamento de Investigação e Ação Penal, terá prometido a "troco de dezenas de milhares de euros" ajudar um "conhecido empresário ligado à noite" que se encontra em prisão preventiva a conseguir uma alteração daquela medida de coação.

"Há suspeitas de burla qualificada e corrupção ativa e passiva. O funcionário em causa alegadamente comprometeu-se conseguir uma alteração de uma medida de coação", explicou uma das fontes.

"As buscas decorreram durante a manhã nas instalações do Tribunal da Póvoa de Lanhoso e na residência do suspeito", adiantou outra fonte.

No âmbito das buscas realizadas, foram constituídos dois arguidos, ficando de forma automática sujeitos a Termo de Identidade e Residência.

. / HCL